Subscribe

RSS Feed (xml)

Powered By

Skin Design:
Free Blogger Skins

Powered by Blogger

domingo, 29 de agosto de 2010

GUNNAR BJÖRLING - POEMAS - POESIA - ANÁLISE CRÍTICA























sb: série poetas

GUNNAR BJÖRLING


Não podemos dar a verdade a quem quer decidir que aspecto é que ela deve ter.
                                                                                        Gunnar Björling

Transferir a vida, verificar as diferenças após a transferência, transmutação de um facto de uma realidade para outra realidade, sabendo que cada uma tem a sua obscuridade, o seu desígnio. Isto leva-me ao que tenho lido sobre o poeta Gunnar Björling (1887–1960, Helsínquia, Finlândia) e ao que ele próprio dizia sobre a sua poesia: uma poesia que não se incluía dentro das palavras que utilizava, usando um lado céptico na sua linguagem, como se fosse possível separar a linguagem do conteúdo.

Gunnar Björling foi, para muitos, o mais radical poeta da Finlândia e Suécia (era finlandês de expressão sueca), tendo-se dedicado a partir de certo tempo, e depois de ter sido professor (diz-se que as opiniões que nas suas aulas expressava eram menos convencionais, o que lhe traçou o destino), em exclusivo à poesia. Devido a este facto, viveu em condições miseráveis numa cave da cidade finlandesa de Helsínquia. Nesta cave recebia alguns jovens poetas, não só da Finlândia, mas de toda a Escandinávia, sendo na altura muito apreciado.

A sua poesia começou por ser de imagens abertas, mas cedo o poeta subverteu as regras  (por vezes até da sintaxe) e essa poesia passou a conter-se dentro dos estritos limites da linguagem que criara. Mas essa linguagem, ao contrário do que se possa pensar, era, afinal, a linguagem pura do quotidiano, embora exposta de modo a criar outros sentidos, uma outra exposição do ser nas suas múltiplas manifestações, a que não é indiferente o facto de o poeta ser influenciado pelo dadaísmo. Björling chegou a dizer que a linguagem constituía o “médium poético”. E isto quererá dizer que a sua poética não pode, nem deve, ser contida (ou presa) nas palavras que a “representam”. E este verbo (representar) uso-o num sentido exacto, significando a parte pelo todo, ou seja, o “poema de palavras” como parte de uma “poesia de significados”, como que numa dimensão espiritual, análoga à dos humanos: carne e espírito.

Vejamos o que nos diz a sua poesia:


*

não fomos embora sem nome
a nossa vida era dar nome
e palavra e forma,
dar luz ao olho
dar pedra e a areia
para aprender que não aprendemos
e isso debaixo do nome do mundo
e o nome vai mais fundo
sem nome.

*

Corta, corta-
-te, a tua palavra
corta o teu
contorno, o que tu não
consegues explicar.
sê o que tu és,
sê aquela música,
sê tu, tu mesmo
como uma palavra-concerto
sê tu, como um escondido na mudez
do mundo,
um concerto sonhado.

*

Não tenho nome de pássaro e texto de erva
e do fundo de mim eu falo
ouvirei essa voz
pesquiso, encontro palavras: e vêm,
palavras vindo mais que o entendimento,
palavras e nenhuma é.

*

Onde eu navego as minhas próprias e grandes águas,
estou eu muito perto de ti
onde tu passeias
e falarei em breve uma língua
de tudo o que nós amamos.


Poemas de Gunnar Björling
(traduções inéditas de João Muzi)

obra publicada inclui:

  • Vilande dag (1922)
  • Kiri-ra! (1930)
  • Solgrönt (1933)
  • Fågel badar snart i vattnen (1934)
  • Att syndens blåa nagel (1936)
  • Där jag vet att du (1938)
  • Det oomvända anletet (1939)
  • O finns en dag (1944)
  • Ord och att ej annat (1945)
  • Och leker med skuggorna i sanden (1947)
  • Vårt kattliv timmar (1949)
  • Angelägenhet (1949)
  • Ett blyertsstreck (1951)
  • Träd står i sina rader (1952)
  • Att i sitt öga (1954)
  • Du jord, du dag (1957)
  • En mun vid hand (1958)
  • Hund skenar glad (1959)
  • Dikter (1959)
  • Allt vill jag fatta i min hand (efterlämnade dikter, 1974)
  • Jag viskar dig jord (1992)

Artigo escrito por Sylvia Beirute

1 comentário:

  1. http://edocumentary.tk
    Peste 1200 de documentare online, pe langa asta mai sunt si gratuite. Niciodata nu e prea tarziu pentru a invata.
    View the largest collection of free online documentaries HD

    http://2tarot.tk
    Are psychics for real? Are you desperate for answers that only a professional tarot card reader could give to you?
    Do you want to learn the tricks-of-the-trade and learn how to become a professional tarot-card reader?
    All this and more can be found in the http://2tarot.tk

    http://afengshui.tk
    Our feng shui articles are about the most important feng shui rules for the bedroom, feng shui tips for better sleep and better love life.
    Do you know that feng shui colors also affect your life?

    http://branding.tk
    In our blog you will read your articles about any business. For example, how you build a successful business
    or as a super partment business to bring you a lot of financial income and more. I invite you to watch us daily
    as we write something every day.

    ResponderEliminar