Subscribe

RSS Feed (xml)

Powered By

Skin Design:
Free Blogger Skins

Powered by Blogger

domingo, 29 de maio de 2011

POEMA HOMOERÓTICO - SYLVIA BEIRUTE - POEMA






















POEMA HOMOERÓTICO

tem tudo a ver com invisibilidade e nudez.
uma e outra. entre uma e outra.
a nudez parece-lhe uma coisa que oculta o corpo.
a invisibilidade é um meio
para o seu exercício.
mas o corpo continua lá. prolongando
inícios, destilando a perfeição
de dedos que depois são dados
e depois esquecimentos. utopias.
tem tudo a ver com invisilidade e nudez.
e com a lentidão da cabeça que digere
a emoção, os lugares nómadas da beleza,
os estilhaços da noite efémera.
e no silêncio: no silêncio cultivam-se
outros corpos, novas formas de o dizer.
o tempo sacrifica um outro tempo.
a moral representa por toda a parte.
o mundo continua. o mundo continua.


Sylvia Beirute
inédito
.

1 comentário:

  1. tou num adorando em slow motion, sabe? pra ficar durando...

    beijim.

    ResponderEliminar