Subscribe

RSS Feed (xml)

Powered By

Skin Design:
Free Blogger Skins

Powered by Blogger

terça-feira, 13 de setembro de 2011

ESPÍRITO - POEMA- SYLVIA BEIRUTE




















ESPÍRITO

e no final de tudo: o que prevalece.
é esta a questão.
quer dizer, o que subsiste e o que quebra
no confronto interno.
é que todas as coisas detêm, em certo momento,
uma voz imprópria.
qualquer coisa própria não é apreendida assim
pelos prenúncios dos actos.
e no final de tudo: o que prevalece.
questiona-me a minha adolescência regressada,
pergunta-me o coração partido
subindo os degraus da memória.

o que prevalece, digo.
e quanto mais o digo, mais resisto à apreensão do frio,
ao instante que perscruta o esquecimento
mais profundo.

Sylvia Beirute
inédito
.

3 comentários:

  1. me lembro da primeira vez em que estive aqui. um espanto. mesmo não compreendendo bem, sempre procurei deixar claro que não desistiria. pois sempre sentia aqui, nesse seu espaço, algo diferente, inovador. desde então, me esqueço aqui, me perco aqui - aqui me sinto outro.

    um abraço,
    Geraldo

    ResponderEliminar
  2. que prevalece, dizes...dizes.


    beijo, Sylvia...

    ResponderEliminar