Subscribe

RSS Feed (xml)

Powered By

Skin Design:
Free Blogger Skins

Powered by Blogger

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

POEMA SOBRE O OUTONO - SYLVIA BEIRUTE
























POEMA SOBRE O OUTONO

o homem.
por fora a questão que o desaloja de si mesmo.
por dentro a resposta que lhe retira a pergunta.
por dentro ao longe o desvio que
lhe amadurece o estendal incandescente
de outonos sem espessura.
por fora ao longe a criança que ele foi
presa num cubículo de sangue
no joelho de um outro menino.
o homem.
a sua radiação. o seu chegar tarde. 
o seu magnificar interminável,
o seu não coser a vida, a brilhante mão
no círculo de todas as coisas.

Sylvia Beirute
inédito
.

1 comentário:

  1. Sylvia gostei muito deste poema sobre o homem, por dentro e por fora.

    Abraço

    ResponderEliminar